O João é uma pessoa especial. Tem uma forma de estar tão franca que senão te deres ao trabalho de explorar a pessoa, apetece-te virar as costas e suspira fundo. Mas posso garantir que respiras ainda mais fundo depois de o conhecer.

O que há nele de mais revelador e excepcional é a verdade com que vive e com que se atravessa. Com poucas papas na língua, usa da verdade como o espanta espíritos e consegue garantir que ao lado dele, permanecem os melhores. Os que são seus por serem muito deles também.

Com vocês, Exmos. Senhores e Senhoras João Amorim

“Sou um gajo que ser ser feliz e viaja”

JOÃO AMORIM

| QUEM ÉS TU |

Sou o filho mais velho de entre 4 irmãos. Licenciei-me e fiz o mestrado em Bioquímica, mas desde que me lembro da famosa pergunta: o que queres fazer no futuro, a resposta era sempre óbvia: viajar!

Sabia que precisava de fazê-lo, pois estava convencido que não existe mais nada que me traga tanta experiência de vida. Tornou-se uma busca incessante: inúmeras road trips em Portugal, fins-de-semana em abrigos de pastores no Gerês e saltar do país até ao Egipto, foi um instante!

Mais importante do que tudo, era a sensação de que estas experiências não as podia guardar só para mim, tinha que partilhá-las, levar amigos, amigos de amigos e fazê-los descobrir também, fazê-los viver o que tinha vivido! Acumulei então todos estes sonhos e ao ganhar o concurso da Associação GapYear Portugal na sua primeira edição em Portugal, voei para a América Latina, numa viagem de 8 meses com a Tamára, a minha companheira de aventura! Percorremos 14 países, milhares de histórias, pessoas e experiências diferentes!

| QUEM É O TEU GANG? |

Sou feito da minha casa, da minha família, dos meus irmãos e da minha namorada.

O meu gang será sempre a minha família Tenho uma relação muito fixe com os meus primos “alinham sempre nas minhas merdas” 

| DE QUE MATÉRIA É FEITO? |

Sempre quis ter uma família. Não sei se todos trabalhamos na direcção dos nossos sonhos. Às vezes questiono-me se estarei na cruzada do meu destino. Mas tenho a certeza que um dia hei de ter o meu pequeno gang, a minha família, para juntar aos meus .

| ÉS MAIS PÉ DESCALÇO OU PÉ CALÇADO? |

Pé descalço e alcatrão quente. Aquela combinação que te aquece a alma.

| QUAL É A TUA PEGADA? |

O conceito “deixar pegada” não me preocupa, muito sinceramente. Às vezes assusta-me a ideia de estar longe, longe dos meus. Alheado das suas dores e das suas felicidades. Gosto de estar presente na vida mas isso às vezes obriga-nos a estar distante da  família.

Faz-me comichão só de pensar que posso estar longe quando precisam de mim. Mas preciso das minhas causas para ser quem sou. Não tenho qualquer ambição de ser recordado pela humanidade, gostava de ficar na memória dos meus.

| ONDE SONHAS METER O PÉ? |

Não tenho ambições de lugares, Deixo fluir. A vida tem sabido carimbar-me muita bem o passaporte.

Uma das cenas mais importantes que as viagens te dão é a tranquilidade, e a tranquilidade traz respostas que te mostram o caminho. Neste momento estou com os pés na Guatemala. Acordou numa cidade Maia, ponho-me em pé e piso aquele chão e aí eu sei, que estou no caminho certo. 

| O QUE É QUE TE FAZ SALTAR A PÉS JUNTOS? |

Deixar o Rumo tradicional e ir.  Nunca contabilizo países. Viajar tem uma contabilidade muito própria. Uma viagem é sempre um destino em si. 

| O QUE É QUE TE ELEVA A ALMA? |

Algumas pessoas e alguns sítios. Não muitos. O meu avô, por exemplo, é o meu ídolo. O homem ainda me mexe com a alma. Lembro-me sempre dele a sorrir. Tinha o hábito de guardar no bolso uns papeis com umas frases inspiracionais. Nunca nos podemos esquecer que a vida é única e que merece ser capitalizada. Honro-o mais do que nunca vivendo.

| O QUE CARREGAS NA MALA? |

Sempre gostei de coisas velhas. O tempo é uma coisa velha:) Acho que tenho ambicionado coisas de mais. Ando sempre a abrir, mas também não sei se parasse mais, se aproveitava mais? A única coisa que não me posso mesmo esquecer é das pessoas da minha vida.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *